VIC LARA

O amor pela imagem, pelo retrato transbordou e não havia mais como contê-lo.

Existem pessoas que parecem já ter nascido sabendo tudo o que querem ser e fazer de suas vidas, pessoas que tem tanta certeza que, com 3 anos de idade, já tinham em suas mãos as ferramentas para começar aquilo que fariam para o resto de suas vidas. bem… não é o meu caso.

A fotografia não foi algo que sempre fez parte da minha vida, pelo contrário, fui travar contato com ela nos últimos anos da faculdade de publicidade e propaganda.

Deixa eu te contar um pouco sobre como cheguei até aqui.

Eu queria ser psicólogo, pois sempre gostei de ouvir o que as pessoas tem pra dizer, suas opiniões, visões e sentimentos sobre o mundo. Queria usar minha capacidade ouvir, compreender e concatenar soluções para ajudar as pessoas.

Acabei entrando para a faculdade de Comunicação Social. Por que? Porque acreditava que poderia usar aquelas mesmas aptidões para atingir muito mais pessoas de uma vez. Eu realmente queria fazer do mundo um lugar melhor.

Ao entrar no mundo da publicidade e da propaganda, conheci uma câmera fotográfica e o photoshop. A língua inglesa tem uma expressão muito engraçada para aquele momento em que você se apaixona por alguém ao primeiro olhar, as famosas borboletas no estômago. Foi exatamente o que eu senti!

Meus pais me deram minha primeira câmera e muito mais do que eu jamais sonharia em conseguir. E então me tornei fotógrafo? Mesmo já me aprofundando, em um mergulho vertiginoso no mundo da fotografia e do retoque e arte digitais: Não exatamente…

Aquela busca por compreender o ser humano ainda cintilava na minha cabeça e optei então por direcionar-me ao autoconhecimento. E, após essa empreitada (e muito trabalho, estudos sobre empreendedorismo, erros, falências, levantadas, sacudidas de poeira e voltas por cima), o amor pela imagem, pelo retrato transbordou e não havia mais como contê-lo.

Hoje, morando e amando a cidade de São Paulo e sempre por trás das lentes, ainda busco ouvir, entender, compreender as pessoas e ainda vê-las de um modo que nem elas mesmas, muitas vezes, veem.

E, pela fotografia, tento trazer o brilho e mostrar toda a magnífica beleza que cada pessoa guarda em si.

Formado em Publicidade e Propaganda, especializado em Photoshop, edição digital de imagens, graphic design e apaixonado por fotografia.